Unificação: O Blog do Lucas Cardozo e o Críticas do Lucas Cardozo agora são um só.

sábado, 30 de dezembro de 2017

[RETROSPECTIVA] O k-pop em 2017


No fim de 2014 publiquei uma matéria listando os acontecimentos mais marcantes do ano no k-pop (além de situações na Coreia do Sul como país que estivessem interligados). Senti um clima negativo e pensei em não continuar, mas eis forças maiores me fizeram estar aqui novamente em 2017.

Se 2017 está sendo considerado um 2016.2 (ou até mesmo um 2015.3) por alguns, esse ano está sendo considerado um 2014.2 pelos kpoppers. Muitos eventos marcantes acontecendo no gênero, alguns muito bons, outros extremamente ruins.

Listar tudo o que ocorreu é uma tarefa complicada e quase impossível num curto período de tempo. Eu teria que pesquisar em grandes sites que postam sobre tudo e isso levaria facilmente semanas, sendo que o ano já está acabando e eu tenho outras coisas para fazer além disso. Ou seja: sites como Allkpop e Koreaboo estão fora de cogitação pela imensa quantidade de posts.

Com isso em mente, busquei algum site brasileiro que postasse frequentemente matérias traduzidas deles. Gostaria de ter usado o Inspire Kpop, mesmo desatualizado, mas a página é contínua, sem divisão, e meu note não aguentaria (tentei), dificultando a listagem. Então decidi escolher o Kpop Now pela divisão em categorias em formato de páginas, o que ajudou bastante na hora de escrever esse post, tendo apenas que escolher os tipos de matérias que eu buscava ao mesmo tempo que não deixa a página encher e pesar.

Janeiro

- CEO da YG diz que disband de 2NE1 foi para proteger a saúde mental de Park Bom.
- Wonder Girls anuncia disband após 10 anos.

Fevereiro

- NaDa, JinJu e DaIn, integrantes do WASSUP, processam a própria agência, Mafia Records, devido a falta de pagamento e outros fatores.
- Fãs protestam pelo cancelamento da turnê do grupo BAP devido a preocupação do estado de saúde dos integrantes.
- SPICA anuncia disband, mas deixa em aberto possível retorno.
- L.Joe deixa o Teen Top.
- HwaYoung é expulso do BOYS24 após áudios ofendendo os fãs vazarem.
- SM Entertainment anuncia a K-Pop International School (Escola Internacional de K-Pop).
- CEO da Shofar Music é preso por agressão física a um funcionário de um restaurante.
- Site da Big Hit Entertainment é hackeada e tem MV de BTS trocado por Twice.
- CEO do GNI Group é preso por fraude.

Março

- A-Tom deixa o Topp Dogg.
- Kevin deixa o U-KISS.
- Integrante do Produce 101 se envolve em polêmica.
- BoRam e SoYeon deixam o T-ara. Grupo deixa aberto o possível disband.
- Prince Mak (JJCC) fala sobre contratos escravos e o estrangeiro no mercado de k-pop.
- Kim HyunJoon tem carteira apreendida após ser pego dirigindo embriagado. Mais uma polêmica para o artista.

Abril

- Nam TaeHyun (ex-WINNER) abre sua própria agência, a South Buyers Club.
- Fãs do EXO compram área da Escócia para darem a SeHun o título de Lord Oh SeHun.
- Lena Park retorna após cinco anos de hiato.
- KangHo (ex-Co-Ed School ) recebe acusações de drogas e afirma.
- Steelo (Underdog) é condenado a prisão após tráfico de drogas.
- Tao (ex-EXO) pede reexaminação de contrato com a SM Entertainment e tem pedido negado.

Maio

- Mais integrantes do Produce 101 se envolvem em polêmica. Um deles sai.
- HISTORY anuncia disband após integrantes serem recrutados para o exército.
- HyungEun deixa o BULLDOK após polêmica. Empresa diz que foi por problemas de saúde.
- BTS vence o Billboard Music Awards 2017 na categoria Top Social Artist.
- SISTAR anuncia disband.
- Nam TaeHyun (ex-WINNER) revela que saiu do grupo por ele ter um caminho diferente a seguir, causando polêmicas devido ao motivo na época ser transtorno psicológico.
- UEE deixa o After School.
- As One entra em hiato indeterminado após 18 anos.
- SoYul deixa o Crayon Pop. Grupo entra em hiato indeterminado.

Junho

- TOP é acusado de usar maconha e é expulso de seu cargo policial.
- SeoulHyun (AOA) chama a atenção de Louis Ducruet, membro da realeza de Mônaco. Ele diz que ela é a mulher mais linda da Terra.
- Representante da Starship Entertainment revela que o fim do SISTAR se deu devido a vontade de HyoRin sair do grupo.
- TOP sofre overdose e entra em coma. Posteriormente acorda.
- Yina deixa o BP RaNia.
- Jackson (GOT7) causa debates sobre apropriação cultural após usar dreadlocks em comercial da Pepsi.
- Cha JooKyuk (ex-Co-Ed School) é condenado a prisão por uso ilegal de drogas e álcool.
- WheeIn gera discussões após dizer que tira fotos estranhas para não se sentir diferente das "não-celebridades".
- BaekHo (NU'EST) é acusado de assédio sexual. Posteriormente a vítima revela ser mentira.
- ChoA deixa o AOA.
- Jeon SoMi revela desânimo em debutar após passar por projetos temporários.
- Han Sol (Topp Dogg) faz ameaças suicidas na internet.
- Park HyunJin deixa o Boyfriend.
- Music Bank é evacuado após ameaça de bomba contra Apink.

Julho

- Barack Obama cita SHINee durante conferência, revelando que o grupo está inspirando jovens estadounidenses a estudarem coreano.
- Yoon SeoulJong deixa o 10cm.
- BTS muda o significado de seu nome.
- Sungmin é afastado do comeback do Super Junior após uma grande quantidade de fãs irem contra o artista devido a polêmicas passadas.
- Kai (EXO) usa dreads e causa debate sobre apropriação cultural.
- I Got A Boy (Girls' Generation), Nobody (Wonder Girls), Rum Pum Pum Pum (f(x)), Dumb Dumb (Red Velvet) e Now (Fin.K.L) são as cinco canções de k-pop a entrar para a lista da Billboard das 100 melhores músicas de girlgroups de todos os tempos.
- Pesquisa revela que fãs estão sofrendo depressão devido a comentários negativos de seus ídolos favoritos.
- TOP (Big Bang) é condenado a prisão após polêmica com drogas.
- Iron é sentenciado a prisão após acusações de agressão se confirmarem.

Agosto

- Girls' Generation faz comeback em comemoração aos 10 anos de grupo.
- Segunda exclusão de Alex do BP RaNia gera discussões.
- Jessica marca fansign solo e SM retruca marcando fansign para o Girls' Generation no mesmo dia, na mesma hora e no mesmo local, mudando apenas os andares.
- KOSCAP (Sociedade Coreana de Compositores, Autores e Editores) divulga sua oposição contra os programas de audição de ídolos alegando prejuízos para o mercado.
- Onew (SHINee) é acusado de assédio sexual e afastado de seus trabalhos, incluindo o dorama Youth Generation 2, onde acabou sendo substituído.
- JYP supera SM e YG em lucro trimestral.
- EXO conquista recorde ao vender um milhão de cópias de seu novo álbum em 24 horas.
- Jin SunHo deixa o BOYS24.
- Alex deixa o BP RaNia.
- Sunny Hill deixa a Loen Entertainment sem alegar disband.
- HanSol (Topp Dogg) assume assexualidade.
- Jeon Yul e GaYoung deixam o Stellar.
- Dormitório do Apple.B incendeia com duas integrantes e seu manager dentro. Ninguém se feriu.
- Hoya deixa o INFINITE.
- Wheesung abre sua própria agência, a Realslow Company.

Setembro

- U.JI e DaHye deixam o BESTie.
- Casper deixa o CROSS GENE.
- Jenyer (ex-4Minute) deixa a Robin K Entertainment e decide seguir independente.
- HyoRin (ex-Sistar) abre sua própria agência.
- Corpo de Kyla (PRISTIN) causa debates sobre tamanho ideal do corpo de uma idol mulher.
- Mad Town processa a própria empresa, GNI Entertainment, pedindo cancelamento dos contratos exclusivos.
- É revelado que Jota (Mad Town) estava gastando seu próprio dinheiro para sustentar a carreira devido a situação precária de sua agência.
- EXO alcança 100 troféus em programas musicais.
- Blackpink se torna o primeiro girlgroup de kpop a alcançar dois milhões de likes num clipe no YouTube.
- Krunk, mascote da YG, faz seu debut solo.
- JunYoung e TaeHeon deixam o ZE:A.
- Jo Kwon deixa a JYP após 16 anos.
- E-Young abre a E Young Music Academy, uma escola de treinamento para ser idol.
- SungHo deixa o BEAT WIN.

Outubro

- SooYoung, SeoHyun e Tiffany deixam o Girls' Generation.
- Sorn (CLC) desabafa sobre lei que faz empresas pagarem menos para artistas estrangeiros.
- NU'EST W se torna a primeira unit a vender 200 mil álbuns na primeira semana.
- Na-Eun (Apink) é ameaçada com ataque de bomba durante evento.
- Say deixa o BULLDOK.
- Cachorro de Siwon (Super Junior) mata vizinho após mordida.
- Interpol passa a perseguir homem que ameaça Apink.
- JinE deixa o Oh My Girl.
- Vai ao ar o primeiro episódio do ambicioso programa The Unit.

Novembro

- Yulhee deixa o Laboum.
- Mad Town anuncia preparativos para o disband.
- Min deixa o miss A.
- Twice é o primeiro grupo a alcançar mais de um milhão de likes em seus clipes no YouTube.
- Internautas descobrem que HyoRin mentia sobre sua idade durante o Sistar e que outros idols também faziam/fazem isso.
- Kangin é acusado de agredir namorada. Mais uma polêmica para ele.
- BTS se apresenta no AMA 2017.
- O polêmico programa Mix Nine bate os 0,958% de audiência.
- Depois de muitos anos, o MAMA ocorre fora da Coreia do Sul e em três países diferentes.
- Mnet anuncia o Produce 48, unindo o Produce 101 com o grupo japonês AKB48.

Dezembro

- JiSoo deixa o TAHITI.
- AhYoung, SuBin e Serri deixam o Dal Shabet.
- Onew (SHINee) anuncia retorno aos palcos após polêmica.
- Jonghyun (SHINee) se suicida aos 27 anos. Amigo revela que ele não se considerava bom o suficiente como artista e que a música era tudo para ele.
- miss A anuncia disband.

Sei que ficaram algumas coisas de fora, mas busquei inserir o que pude encontrar de revelante ou interessante no site. Decidi não listar acidentes sofridos por idols, visto que nenhum levou a algo mais grave (até onde descobri). Em relação a ausência do IOI, saibam que o período do contrato do grupo sempre foi de apenas um ano. Qualquer erro ou falta de algum acontecimento marcante, citem nos comentários. E que 2018 seja melhor.

Os melhores e piores filmes de 2017 (por mim)

Listas pessoais. Considerados nas colocações principais apenas lançados no Brasil em 2017. A ordem dos filmes é apenas para a formação da lista, então não levem ao literal.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Os 20 melhores filmes de 2017 (por mim):

01 - LEGO Batman: O Filme
02 - La La Land: Cantando Estações
03 - It - A Coisa
04 - O Motorista de Táxi
05 - Dunkirk
06 - A Ghost Story
07 - Pandora
08 - Star Wars: Os Últimos Jedi
09 - Blade Runner 2049
10 - Fome de Poder
11 - Vida
12 - Jovens Titãs: O Contrato de Judas
13 - Death Note: Iluminando um Novo Mundo
14 - Okja
15 - Logan
16 - Corra!
17 - Mãe!
18 - O Túnel
19 - Carros 3
20 - Bingo: O Rei das Manhãs

Menção inédito no Brasil 1: Memória de um Assassino
Menção inédito no Brasil 2: Cidade Fabricada

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Os 10 piores (ou mais fracos) filmes de 2017 (por mim):

01 - Internet: O Filme
02 - Como se Tornar o Pior Aluno da Escola
03 - Death Note
04 - Resident Evil 6 - O Capítulo Final
05 - Transformers: O Último Cavaleiro
06 - Tom & Jerry: A Fantástica Fábrica de Chocolate
07 - 7 Desejos
08 - Gosto Se Discute
09 - Alien: Covenant
10 - Annabelle 2: A Criação do Mal

Menção inédito no Brasil: Real.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

A Re[in]volução dos Bichos

Fiz essa tirinha pra um trabalho de ciências sociais (acho rs) na facul. Se não me engano, foi em 2015.

Foram sorteados diversos pensadores e acabei ficando com Karl Marx. Lembrei de A Revolução dos Bichos e decidi parodiar.


Matérias comigo no Jornal Mural da Unigranrio

Matérias que envolveram a mim publicadas no Jornal Mural da Universidade Unigranrio em Duque de Caxias entre 2014 e 2015.

2014 - Escrito por mim e amigos.

2015 - Escrito por mim.

2015 - Esse só saí na foto mesmo rs

Eu tinha um print de uma matéria que saiu no jornal O Dia onde me citaram, num tema sobre quadrinhos brasileiros. Não encontrei novamente, mas... ninguém sabe que sou eu, o nome saiu errado e só há o nome mesmo rs

E um texto que fiz sobre k-pop teve chances de sair numa numa mídia sul-coreana. Não consegui informações nem confirmação sobre. Vida que segue.

Relembrando o k-pop no Orkut

Tirei esses prints na época que o Orkut havia acabado, relembrando meus primeiros anos de kpopper...


quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

[RASCUNHO] A Ghost Story

~ Publicado originalmente em redes sociais~
~ Entende-se por rascunho uma opinião não tão elaborada para se tornar crítica ~

A Ghost Story

A solidão personificada num fantasma. Que filme! 90 minutos de forte vazio existencial. A infecção cult percorre meus sentidos. Tava curioso quanto a proposta, mas já sabia que era um filme parado, então tinha que estar no clima pra assistir.

Nos primeiros minutos confesso que não me prendeu tanto e até pensei em continuar depois. São os momentos mais "cansativos", por assim dizer. Cheguei a pausar, mas pouco depois voltei. A curiosidade falava mais alto. Eu estava envolvido com a trama. Eu entendia o que queriam passar.

Esses momentos iniciais pós-morte tem uma mensagem clara do luto, da solidão, do período de sofrimento de quem tá vivo após um ente querido partir. Sem grandiosidades, apenas a simplicidade do silêncio e da perda.

Posteriormente o filme começa a se desenvolver mais. Mantendo ainda o ritmo lento, a história começa a avançar, a acompanhar o fantasma ao longo do tempo, enquanto o mundo continua a girar e sua mulher a seguir com a vida. E ele sempre acompanhando tudo. Sozinho. Sem ninguém notar sua presença. O que outrora foi uma pessoa, agora está apenas nas memórias de quem se lembra dele.

Mas isso é apenas uma parte de toda a trama do longa. Muitas coisas acontecem nessas uma hora e meia. O clima vai ficando mais envolvente e misterioso. A curiosidade de saber o que acontecerá vai aumentando. Tudo se tornando cada vez mais interessante... até que chega o momento de encerrar a jornada, com um final complexo e curioso. É um filme profundo, reflexivo.

Pesquisa pessoal sobre o público do k-pop em 2014

~publicado originalmente em redes sociais~

Fiz uma pesquisa entre fevereiro e abril de 2014 no Facebook, através de dezenas de grupos de k-pop, sobre a idade dos kpoppers brasileiros e do que eles gostavam. Infelizmente acabei excluindo o documento de votação, mas cheguei a registrar os dados. Segue:

- Qual a sua idade?

Entre 16 e 20 - 29
Entre 11 e 15 - 12
Entre 21 e 25 - 10
Entre 26 e 30 - 1

Idade especificada de maior quantidade: 19 anos

- Quais os seus grupos de kpop preferidos? (citei apenas os que tiveram mais de 10 pontos)

Super Junior - 35
SHINee - 34
Big Bang - 33
EXO 32
BTS - 27
MBLAQ - 25
Girls' Generation - 24
2ne1 - 24
NU'EST - 22
Teen Top - 21
B1A4 - 20
Block B - 19
BtoB - 19
GOT7 - 19
B2ST - 19
2PM - 18
4Minute - 18
Miss A - 17
f(x) - 17
TVXQ - 17
VIXX - 16
U-KISS - 16
CNBlue - 14
Topp Dogg - 14
After School - 14
Girls' Day - 13
JYJ - 13
Shinhwa - 13
Sistar - 12
Infinite - 12
Ailee - 12
Boyfriend - 12
T-ara - 10
BoA - 10
FTIsland - 10

Grupo mais citado dos que eu esqueci de colocar na lista: BAP

- Como você conheceu o kpop?

Internet - 28
Amigo, parente ou algum conhecido - 18
Televisão - 4
Revista - 1
Outro - 1

MV mais citado que os kpoppers viram primeiro: Gee (Girls' Generation)

Grupo mais citado nos mvs que os kpoppers viram primeiro: Super Junior

Melhores álbuns do k-pop em 2013 e 2014 (por mim)

~publicado originalmente em redes sociais~

Decidi reunir uns posts que fiz entre 2013 e 2014 com o melhor dos álbuns de k-pop na época de acordo comigo. Obviamente muita coisa mudou nesse pouco tempo, então posso continuar concordando das listas ou discordar de algo. Enfim. Segue:

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Os 10 melhores álbuns de kpop em 2013:

01º - IU - Modern Times
02º - Busker Busker - Vol. 2
03º - Girls' Generation - I Got a Boy
04º - EXO - XOXO
05º - f(x) - Pink Tape
06º - BTS - O!RUL8,2?
07º - T-ara – Again 1977
08º - Trouble Maker - Chemistry
09º - Park Jin Young - Halftime
10º - EXO – Miracles in December

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Os 10 melhores álbuns de kpop em 2014:

01 - A Flower Bookmark (IU)
02 - The Manual (Eddy Kim)
03 - PIANOFORTE (Yoon Hyun Sang)
04 - HOME - LYn
05 - Jang Beom June Volume 1
06 - Play (Akdong Musician)
07 - 25 (Song Jieun (Secret)).
08 - Life Note (Hong Jin Young)
09 e 10 - Dark & Wild e Skool Luv Affair (BTS)

Menções: compoSing of Love (Almeng), Overdose (EXO), HI HIGH (HIGH4), For Lovers Only (Sweet Sorrow), Amadeus (Topp Dogg), reJOYce (Ulala Session)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Os melhores e piores filmes de 2012 a 2016 (por mim)

~publicado anteriormente nas redes sociais~

As listas representam meus gostos entre 2012 e 2016, postadas em seus respectivos anos. Lembrando que é considerado na lista principal apenas filmes lançados no Brasil naquele ano. Antes que me critiquem, devo dizer que atualmente discordo de algumas escolhas que fiz, seja por eu mudar de opinião, seja por eu ter visto outros filmes que mereciam estar na lista mais do que alguns dos listados. Mas enfim. Passado é passado. Segue:

- Os 10 melhores de 2012:

01 - Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge
02 - Os Vingadores
03 - As Aventuras de Tintim
04 - Poder Sem Limites
05 - A Invenção de Hugo Cabret
06 - Batman - O Cavaleiro das Trevas - Parte 1
07 - Superman Contra a Elite
08 - Frankenweenie
09 - Ruby Sparks - A Namorada Perfeita
10 - Procura-se um Amigo Para o Fim do Mundo

Menção relançamento: Titanic 3D

Menção inédito no Brasil 1: Phoenix Wright
Menção inédito no Brasil 2: Bait

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Os 10 melhores de 2013:

01 - Batman - O Cavaleiro das Trevas - Parte 2
02 - Gravidade
03 - Os Suspeitos
04 - Capitão Phillips
05 - Os Miseráveis
06 - Círculo de Fogo
07 - O Homem de Aço
08 - Jogos Vorazes - Em Chamas
09 - Guerra Mundial Z
10 - Kick-Ass 2

- Os 10 piores de 2013:

01 - 30 Noites de Atividade Paranormal com a Filha dos Homens que Não Amavam as Mulheres
02 - Depois da Terra
03 - Para Maiores
04 - Todo Mundo em Pânico 5
05 - Gummy Bear - Gummy Em Busca do Papai Noel
06 - Spring Breakers - Garotas Perigosas
07 - Dezesseis Luas
08 - Temporada de Caça
09 - Oblivion
10 - O Lado Bom da Vida

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Os 20 melhores de 2014:

01 - Operação Invasão 2
02 - Guardiões da Galáxia
03 - Uma Aventura Lego
04 - Como Treinar o Seu Dragão 2
05 - Batman: Ataque ao Arkham
06 - Mesmo se Nada der Certo
07 - Planeta dos Macacos: O Confronto
08 - Boyhood - Da Infância à Juventude
09 - Capitão América 2: O Soldado Invernal
10 - Big Hero 6
11 - Frozen
12 - 7 Caixas
13 - Maze Runner - Correr ou Morrer
14 - Phineas e Ferb: Star Wars
15 - Jogos Vorazes - A Esperança - Parte 1
16 - 300: A Ascensão do Império
17 - Sem Escalas
18 - Vidas ao Vento
19 - O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro
20 - As Aventuras de Peabody e Sherman

Menção inédito no Brasil 1: Minúsculos - O Filme
Menção inédito no Brasil 2: Expresso do Amanhã
Menção inédito no Brasil 3: The Babadook

- Os 5 piores de 2014:

01 - Se Beber, Não Entre no jogo
02 - Sharknado 2
03 - Cavaleiro das Trevas
04 - Fúria
05 - Caminhando com Dinossauros

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Os 15 melhores de 2015:

01 - Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força
02 - Mad Max: Estrada da Fúria
03 - A Teoria de Tudo
04 - O Jogo da Imitação
05 - Vingadores: Era de Ultron
06 - Divertida Mente
07 - No Coração do Mar
08 - Homem-Formiga
09 - Kingsman: Serviço Secreto
10 - Whiplash - Em Busca da Perfeição
11 - Perdido em Marte
12 - Corrente do Mal
13 - Chappie
14 - Batman vs Robin
15 - Goosebumps - Monstros e Arrepios

Menção trash: Sharknado 3

Menção inédito no Brasil 1: Deep Web
Menção inédito no Brasil 2: Circle
Menção inédito no Brasil 3: Sr Holmes
Menção inédito no Brasil 4: Parasyte - Part 2
Menção inédito no Brasil 5: As the Gods Will

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Os 25 melhores filmes de 2016:

01 - Batman vs Superman: A Origem da Justiça - Versão Estendida
02 - Spotlight - Segredos Revelados
03 - Invasão Zumbi
04 - Capitão América: Guerra Civil
05 - Kubo e as Cordas Mágicas
06 - O Bom Dinossauro
07 - Procurando Dory
08 - Seremos História?
09 - Zootopia - Essa Cidade é o Bicho
10 - O Homem nas Trevas
11 - Os Oito Odiados
12 - O Grande Mestre 3
13 - Doutor Estranho
14 - Rua Cloverfield, 10
15 - Invocação do Mal 2
16 - Kingsglaive: Final Fantasy XV
17 - Animais Fantásticos e Onde Habitam
18 - Warcraft: O Primeiro Encontro de Dois Mundos
19 - Rogue One: Uma História Star Wars
20 - O Lar das Crianças Peculiares
21 - Águas Rasas
22 - Deadpool
23 - Star Trek: Sem Fronteiras
24 - Caça-Fantasmas
25 - Lego Scooby-Doo! Hollywood Assombrada

Menção trash: Sharknado 4

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Os filmes mais esperados de 2012 a 2016 (por mim)

~publicado parcialmente em redes sociais~

As listas representam meus gostos entre 2012 e 2016, postadas em seus respectivos anos. Tiveram filmes que acabaram sendo adiados depois de eu ter feito a lista. Alguns filmes nem sei o que tive na cabeça pra colocar na lista. Mas enfim. Passado é passado. Segue:

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Os 10 mais esperados da segunda metade de 2012:

01 - Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge
02 - Resident Evil 5: Retribuição 3D
03 - Frankenweenie
04 - 007 - Operação Skyfall
05 - Diário de um Banana 3 - Dias de Cão
06 - O Hobbit: Uma Jornada Inesperada
07 - O Impossível
08 - Terror em Silent Hill: Revelação 3D
09 - ParaNorman
10 - Hotel Transilvânia

- Menção dúvida em relação a data: 31 Minutos - O Filme

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Os 10 mais esperados da segunda metade de 2013:

01 - Superman: O Homem de Aço
02 - Círculo de Fogo
03 - O Hobbit: A Desolação de Smaug
04 - Kick-Ass 2
05 - Oldboy
06 - Além da Escuridão: Star Trek
07 - O Símbolo Perdido
08 - Jogos Vorazes: Em Chamas
09 - Carrie - A Estranha
10 - Meu Malvado Favorito 2

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Os 25 mais esperados de 2014:

01 - Godzilla
02 - Planeta dos Macacos 2: O Despertar
03 - X-Men: Dias de um Futuro Esquecido
04 - O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro
05 - Capitão América 2: O Soldado Invernal
06 - O Hobbit: Lá e de Volta Outra Vez
07 - 300: A Ascensão de um Império
08 - Transformers: A Era da Extinção
09 -  Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1
10 - Guardiões da Galáxia
11 - Uma Aventura Lego
12 - Muppets 2 - Procurados e Amados
13 - Vidas ao Vento
14 - Expresso do Amanhã
15 - O Grande Mestre
16 - Transcendence
17 - Pompéia
18 - Atividade Paranormal: Marcados pelo Mal
19 - Need For Speed - O Filme
20 - Caminhando com Dinossauros 3D
21 - RoboCop: A Origem
22 - Divergente
23 - 33 Dias
24 - Noé
25 - Oldboy - Dias de Vingança

- Menções sem data exata:

01 - Nerd Revoltado dos Videogames - O Filme
02 - Minúsculo - O Vale das Formigas Perdidas
03 - Liga da Justiça - Guerra

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Os 40 mais esperados de 2015:

01 - Os Vingadores 2 - A Era de Ultron
02 - Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força
03 - Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros
04 - Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 2
05 - Velozes & Furiosos 7
06 - Pixels
07 - O Exterminador do Futuro: Gênesis
08 - Mad Max: Estrada da Fúria
09 - Divertida Mente
10 - Minions
11 - Quarteto Fantástico
12 - Mr Holmes
13 - Scooby-Doo em Sexta-Feira 13
14 - 007 - Espectro
15 - Uma Noite de Crime 3
16 - Maze Runner - Prova de Fogo
17 - A Escolha Perfeita 2
18 - Projeto Almanaque
19 - A Entrevista
20 - Homem-Formiga
21 - The Babadook
22 - Agente 47
23 - Minúsculos - O Filme
24 - Cada um na sua Casa
25 - Bob Esponja: Um Herói Fora D'Água
26 - Kung Fu Panda 3
27 - Shaun, o Carneiro - O Filme
28 - Terremoto: A Falha de San Andreas
29 - A Teoria de Tudo
30 - James Brown
31 - No Coração do Mar
32 - Uma Noite no Museu 3
33 - Os Pinguins de Madagascar
34 - Atividade Paranormal 5: A Dimensão Fantasma
35 - Hotel Transilvânia 2
36 - O Segredo das Águas
37 - Last Days in the Desert
38 - Strange Magic
39 - Os 33
40 - Caminhos da Floresta

Menção sem data exata:  Expresso do Amanhã

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Os 35 mais esperados de 2016:

01 - Batman vs Superman: A Origem da Justiça
02 - Capitão América: Guerra Civil
03 - Esquadrão Suicida
04 - Doutor Estranho
05 - X-Men: Apocalipse
06 - Godzilla Resurgence
07 - Inferno
08 - Invocação do Mal 2
09 - A Quinta Onda
10 - Uma Noite de Crime 3
11 - Jumanji (remake)
12 - Assassin’s Creed
13 - Animais Fantásticos e Onde Habitam
14 - A Era do Gelo - O Big Bang
15 - Procurando Dory
16 - The Gamechangers (GTA)
17 - Invasão à Londres
18 - Truque de Mestre 2
19 - The Founder
20 - Death Note '2016'
21 - Assassination Classroom - Graduation Edition
22 - Kung Fu Panda 3
23 - Rogue One: A Star Wars Story
24 - As Caça-Fantasmas
25 - O Regresso
26 - Kubo and the Two Strings
27 - Zootopia - Essa Cidade é o Bicho
28 - Deadpool
29 - Angry Birds
30 - Carrossel 2
31 - O Grande Mestre 3
32 - Alice Através do Espelho
33 - O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares
34 - O Bom Dinossauro
35 - Pets - A Vida Secreta dos Bichos

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Matéria de 2004 sobre a Onda Hallyu

Estava eu procurando matérias antigas de k-pop quando encontro algo sobre o aproveitamento da onda hallyu, postada em 2004 na não mais existente Korea Focus. É curioso ver como os coreanos estavam tentando lidar com o crescente número de estrangeiros interessados em seus produtos e como trataram o fato do entretenimento ser o principal responsável. Segue o link da matéria em inglês: http://koreafocus.or.kr/design1/layout/content_print.asp?group_id=85 .


Para quem quiser traduzido, segue:

"Aproveitando a onda Hallyu

Hyun Oh-Seok
Presidente, Trade Research Institute
Korea International Trade Association

Mais tarde, os artistas e artistas pop da Coréia têm desempenhado o papel de embaixadores culturais no Japão, na China e em outros países do Leste Asiático. Em particular, esses indivíduos foram destaque graças à crescente popularidade da cultura pop coreana, conhecida como hallyu ou a onda coreana. O lançamento do hallyu é atribuído à TV STAR de Hong Kong, que em 1997 transmitiu o drama coreano, "Star in My Heart". Esta série de drama tornou-se um sucesso instantâneo entre os telespectadores chineses. A mania hallyu desde então expandiu-se para incluir música e cinema da Coréia, ao mesmo tempo que alarga o seu alcance para a Grande China, o Sudeste Asiático e os Estados Unidos também.

A popularidade desta mania hallyu nesses países melhora nosso senso de orgulho em nossa criatividade cultural, contribuindo indiretamente para o aumento da exportação de produtos fabricados na Coreia, bem como o número de turistas estrangeiros que visitam aqui. Portanto, é importante que a tendência de Hallyu seja encorajada e sustentada continuamente. No entanto, circunstâncias recentes nos levaram a acreditar que uma reavaliação completa do fenômeno da onda coreana é solicitada.

Em primeiro lugar, embora hallyu tenha contribuído para o aumento da exportação de conteúdos culturais, como programas de teatro e filmes coreanos, as vendas de materiais audiovisuais, incluindo DVDs, não aumentaram tanto quanto esperado por causa da pirataria desenfreada. Em segundo lugar, houve algumas indicações de uma tendência ascendente na exportação de itens de consumo, como celulares, eletrodomésticos e cosméticos. No entanto, ao invés de ter um impacto direto no crescimento das exportações, o hallyu contribuiu principalmente para a criação de uma atmosfera mais positiva para os fabricantes coreanos que negociam contratos de fornecimento com potenciais compradores. Em terceiro lugar, o número de turistas estrangeiros que visitam a Coréia aumentou consideravelmente cerca de 47% nos primeiros sete meses deste ano, em comparação com o ano anterior, para atingir 1,7 milhões. Contudo, Este aumento no número de turistas recebidos tem sido principalmente relacionado à popularidade de certas séries de drama e dos atores e atrizes relacionados. Portanto, isso não pode ser considerado como um meio efetivo de atrair turistas de forma contínua. Em outras palavras, houve uma falta de esforços e estratégias sistemáticas para capitalizar plenamente o fenômeno hallyu, além dos empreendimentos comerciais envolvidos com atores e atrizes de empresas de gerenciamento de eventos e negócios relacionados ao turismo.

Vimos manias semelhantes para filmes de Hong Kong e animação japonesa, que depois de varrer a Ásia, incluindo a Coréia, como um furacão, desapareceram de repente da cena. Uma vez que a popularidade desses tipos de atividades culturais depende da sensibilidade dos consumidores, é impossível prever quando, como e por que a próxima mania irá surgir. E, de fato, Hallyu não é uma exceção a essa imprevisibilidade. Consequentemente, as atividades comerciais anteriores relacionadas ao hallyu centradas em animadores específicos e a atração de grupos de turismo devem ser reconhecidas por sua sustentabilidade de curta duração. Como tal, o governo coreano deve se esforçar para desenvolver estratégias que possam promover o fenômeno hallyu de forma mais positiva e a longo prazo. Ao fazê-lo,

Em particular, a base do hallyu deve ser reforçada através do aumento das trocas entre os jovens da Coréia e dos países afetados pelo hallyu, e a promoção ampliada de atividades culturais conjuntas, ao mesmo tempo que promove especialistas da indústria, construindo a infra-estrutura de conteúdo cultural e melhorando ainda mais a qualidade dos produtos de conteúdo cultural. Além disso, as exportações de conteúdos culturais devem ser reforçadas pela adoção de estratégias de marketing adaptadas às características culturais regionais e ao ampliar a exposição desses conteúdos culturais à mídia estrangeira. Além disso, um sistema de triagem deve ser implementado para evitar a exportação de produtos culturais de qualidade inferior, como filmes e dramas de baixa qualidade.

Uma pesquisa recente realizada pelo KITA Trade Research Institute descobriu que as empresas de exportação não sabem como incorporar o hallyu como parte de sua estratégia de marketing, embora estejam bem cientes da mania hallyu em vários países onde seus produtos são comercializados. Portanto, o governo coreano deve incentivar esses exportadores a promover seus produtos e imagens corporativas, vinculando suas atividades de promoção à popularidade das séries de drama coreanas, performances de concertos e eventos culturais relacionados.

O desenvolvimento de passeios organizados para estrangeiros, que combinam a cozinha real tradicional da Coréia que apareceu no popular drama coreano "Daejanggeum", e tratamento de ervas medicinais, pode se tornar um produto turístico de alto valor agregado e, portanto, merece atenção. Isso também ajudaria a fornecer à indústria do turismo coreana uma sólida pedra angular para atrair um novo segmento de turistas estrangeiros de forma sustentável.

Claro, o fenômeno hallyu deve ser abordado de uma perspectiva cultural, em primeiro lugar. No entanto, essa oportunidade sem precedentes pode fazer muito para permitir que a Coréia realize ganhos econômicos notáveis ​​também.

[The JoongAng Ilbo, 6 de outubro de 2004]"

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

RIP Jonghyun (1990-2017)

Kim Jong-hyun, vocalista do SHINee. 27 anos.





Suposta "Lua Azul" durante funeral: http://www.bbc.com/news/world-asia-42436476


Áudio gravado por fã de música inédita cantada durante o concerto solo do artista, dias antes do seu fim: https://www.youtube.com/watch?v=F4thlVuHn8o. De acordo com a descrição, "A música que Jonghyun estava preparando para lançar em janeiro é chamada 환상 통 (apenas um que você precisa). Ele disse que ele fez a música para dizer às pessoas que estão sofrendo por causa da perda / separação de um ente querido para não ficar triste".

O vídeo a seguir resume bem a trajetória artística do Jonghyun, o motivo dele ter sido tão importante no mercado e como vai fazer falta. Pessoalmente, SHINee é um dos meus grupos preferidos. Daí que descobri que algumas músicas que o artista escreveu (pro grupo e pra outros artistas) são músicas que costumo ouvir. Como a mensagem deixada no final: Vamos lembrar do que ele fez ao longo da vida. A tristeza não é apenas por sua morte, mas também por todo o potencial que ele nunca poderá mostrar.


quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Feliz natal

Original: "jingle bells, jingle bells, jingle all the way"

Legendado: "tocam sinos, tocam sinos, tocam todo o caminho".

Dublagem expectativa: "bate o sino, pequenino, sino de Belém"

Dublagem realidade: "jingle bells, jingle bells, acabou papel".

domingo, 17 de dezembro de 2017

O hater sem sentido sobre o novo Star Wars

Isso talvez devesse ser posto no blog de cinema, mas como o post não é a análise do filme em si, então decidi postar aqui. Enfim.


~Publicado originalmente em redes sociais~

Não sei porque insistem no Rotten Tomatoes, mas o novo Star Wars tá sendo aclamado pela crítica e dividido pelo público entre quem amou e quem odiou (A aprovação tá pouco abaixo da média). RT não define tudo, mas enfim. Não me focarei em quem não gostou por motivos concretos.

Os fãs velhos chatos odeiam tudo que não é da trilogia clássica, então nem merecem atenção. Alguns ainda alegaram que o filme é uma afronta a franquia, desrespeitando os personagens antigos. Nota: George Lucas aprovou o filme.

Os fãs mais novos que não viram os filmes antigos (acredite: tem muitos) não entenderão tudo nem sentirão o impacto dos acontecimentos. Os filmes estão diretamente interligados a trilogia clássica. Muito mais nesse que no anterior.

Cada um tem seu gosto e não gostar do filme tudo bem, mas uma coisa que não entendo é odiar o filme só porque ele não foi como esperado. Vi várias pessoas reclamando que criaram teorias e o filme simplesmente jogou tudo fora e fez coisas inéditas na franquia. Onde que isso é ruim? O filme surpreender é ruim? Então porque esses mesmos reclamaram que o anterior não surpreendia? Não faz sentido.

Aliás, esse papo de "mais do mesmo" é bem relativo. Ambos os filmes resgatam diversos elementos dos antigos, inclusive modelos de cenas idênticos. A diferença é que o anterior se manteve em algo mais dentro da zona de conforto, enquanto o de agora ousou bastante. Realmente não entendo como reclamar de coisas opostas ao mesmo tempo.

Nem entrei no mérito dos que não gostaram por motivos mais concretos. Há aqueles que esperavam respostas e não obtiveram ou não gostaram do que ouviram, mas aí entra na questão de expectativas e isso se encaixa no mesmo quesito das teorias.

Como o The Star Wars Hub disse:
"Não existe hater maior de Star Wars do que o próprio fã de Star Wars"

[UP] Aparentemente tem haters formando grupos e criando bots pra negativar a nota do novo Star Wars no RT. Agora imaginem um bando de marmanjos fazendo isso (rs).

sábado, 16 de dezembro de 2017

[GEEKABLE] O prelúdio em quadrinhos de WALL-E

Link: https://geekable.com.br/17506/o-preludio-em-quadrinhos-de-wall-e/

FQA - Vote na maior premiação brasileira de k-pop (rs)


Os blogs Asian Mixtape (Bruno), Asia On Fire (Sowon), Esquadrão Lunático (Lunei), Maimyu (Ramon), Meus Delírios da Madrugada (Dalla Corte), The Misconceptions of Myself (Adriano), Whatever Music (Carla) e Why, Dougie? (Dougie), todos de k-pop, se uniram pra criar uma premiação onde eles e todos os kpoppers podem participar (com espaço para j-pop também, além de uma categoria para mandopop).

Quem quiser ir direto para o link da votação, clique aqui: https://docs.google.com/forms/d/1d5TRmARRbMdqztNsk9IFmp_Rk9__8alOufy_hYoYe2c

As categorias possuem vídeos com os indicados, que foram postados (até o momento dessa publicação) em apenas dois blogs, em meio aos comentários pessoais:

Asian Mixtape (com todos os vídeos) https://asianmixtape.wordpress.com/2017/12/16/primeiro-fqa-fundo-de-quintal-awards/

Meus Delírios da Madrugada (com apenas alguns vídeos) https://meusdeliriosdamadrugada.blogspot.com.br/2017/12/fundo-de-quintal-awards-maior-premiacao.html

Ao fim dos posts há a lista. Boa votação.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

[JAM STATION] Liga da Justiça

Link: http://www.jam-station.com/2017/11/critica-liga-da-justica-o-esquadrao.html

Esboços de matérias sobre protesto pela educação e peça teatral

Escritos em 2016.


Protestos pela educação não param
SEPE diz que a paralisação é por tempo indeterminado e rebate respostas do governo

Imagem 1: Fachada do SEPE Caxias.

     “A princípio é por tempo indeterminado”, diz Antônio Alvez, funcionário público e diretor do SEPE (Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação), sobre a questão da duração da greve. Desde que iniciou a greve dos docentes na última quarta-feira, professores e alunos da rede pública não param de ir para as ruas do centro do Rio de Janeiro reivindicando melhorias em relação aos salários atrasados, parcelamento do décimo terceiro, mudanças na data de pagamento e a situação precária das escolas. Nesse dia, pelo menos dez mil servidores públicos do estado do Rio ocuparam desde as escadarias da Assembleia Legislativa até o prédio do Tribunal de Justiça do Rio gritando “Fora Pezão”. Cerca de trinta categorias participaram da passeata.

Imagem 2: Antônio Alvez, diretor do SEPE.

     No sábado, dia 5, a Secretaria de Educação pediu orientação para o Conselho Tutelar e o Ministério Público sobre o movimento infantil. Segundo ela, o objetivo é proteger os estudantes que estão sendo incentivados pelos grevistas a ir para as ruas manifestar. O objetivo é proteger os alunos dos atos. “O governo tá muito preocupado com os estudantes na rua. E as escolas que estão com problemas elétricos?”, rebate Antônio, complementando com uma crítica em relação ao ocorrido onde o governo mandou embora os porteiros das escolas, “E a falta de segurança? Sem porteiro fica complicado a segurança. O governo não tá preocupado com isso”. Antônio considera que “o movimento estudantil é um movimento autônomo”, ou seja, os estudantes possuem liberdade para lutar pelo que acreditam, sem imposição de professores.

Imagem 3: Passeata do movimento estudantil no centro de Duque de Caxias.

     A Secretaria de Educação informou que irá cortar hora extra e gratificação especial por projetos daqueles que continuarem com a greve. O SEPE vai contra essas atitudes. Antônio comenta: “Na questão da greve, o governo não pode fazer isso, a greve é um direito constitucional. O governo usa essas formas para reprimir”. Para ele, “não há vitória sem unidade”, e reforça a ajuda de todos nessa luta: “Quanto mais a gente puder engrossar esse movimento com outros setores do funcionalismo, pra gente é muito importante, é fundamental”.

“Não há vitória sem unidade”
- Antônio Alvez Filho

Universidade Unigranrio
Laboratório O Dia
Alunos: Adriana Silva, Beatriz Cordeiro, Eder Mota, Lucas Cardozo, Natasha Florencio.

x


Mostra Baixada em Cena apresenta nova companhia teatral
Companhia de teatro Casa Verde estreia com a peça Torturas de um Coração 

Imagem 1: Cena da peça “Torturas de um Coração”, da companhia de teatro Casa Verde.

Mostra Baixada em Cena

     Realizado entre os dias 10 e 26 de março, na Biblioteca Parque Estadual, no centro do Rio, a Mostra Baixada em Cena apresentou diversas programações artísticas produzidas por artistas da Baixada Fluminense.
     Entre seus anos de existência, a iniciativa já gerou mais de vinte e cinco postos de trabalhos diretos entre técnicos e estagiários do setor artístico. Todo esse trabalho tem repercussão nas mídias locais e estadual. A partir de 2011, a Rede Baixada em Cena criou uma ação de intercâmbio e circulação de espetáculos com seus membros e em 2015 organizou, na cidade de Nova Iguaçu, o projeto do MinC Emergências - Baixada Representa.

Companhia de Teatro Casa Verde de Itaguaí

     Fundada em 2015, a companhia de teatro Casa Verde, de Itaguaí, na direção de um dos maiores impulsionadores da cultura periférica, Alexandre Damascena, apostou em novos atores. Dessa iniciativa surgiu o espetáculo Torturas de um Coração, abordando temas como racismo, violência doméstica, bullying e homossexualidade. O texto original é de Ariano Suassuna, autor de peças como Auto da Compadecida.
     O personagem central da historia é Benedito, um negro pobre sem títulos. Apaixonado por Marieta, ele descobre que, para conquista-la, precisa enfrentar o Cabo Setenta, policial da guarda, e Vincentão, o valentão de Taperoá. A história se passa no nordeste dos anos 40.
     Dentre os elementos cênicos, são utilizados vários instrumentos musicais, como sanfona, gaita, viola, entre outros. A peça é narrada por uma personagem observadora, que não influenciava na história. A plateia, formada por crianças e adultos, não se desprendeu um minuto das cenas de ação e humor. Uma curiosidade é que foi a primeira apresentação da trupe recém-criada.

Impressões da peça

     De acordo com as informações da peça, o público-alvo foi o infanto-juvenil, porém o que foi visto não foi bem assim. Por ser uma peça de humor, tudo o que era retratado era exagerado para tirar risos do público. Boa parte possuía um humor leve, algumas partes leve até demais, dignos de uma produção infantil. Entretanto, em determinados momentos, o humor utilizado possuía um teor mais adulto ou humor negro. Salvo momentos específicos, não houve problema com as piadas utilizadas, mas, num contexto geral, faltou um equilíbrio, fazendo as piadas leves parecer infantis demais, ressaltando os momentos “adultos”.
     Por parte do cenário, não há muito do que comentar, afinal, foi algo simples. A diferença ficou por conta de portas móveis de onde os atores saíam, em vez de um cenário fixo. Por parte da atuação, todos representarem bem seus papeis, sem ressalva.
     O que causou polêmica foram certos detalhes. Ora, a peça se passa num contexto antigo, numa situação onde a visão do preconceito era diferente. Nesse sentido, tudo poderia ser explicado justamente pelo contexto. Após discutir entre amigos, chegamos a observações e três merecem ser citadas.
     A primeira é em relação ao rosto pintado, tradição no meio artístico muito criticado atualmente. O ator branco representou um personagem negro e uma atriz negra interpretou uma personagem branca. Para o feito, pintaram um círculo no rosto dos dois atores, com suas determinadas cores.
     A segunda aconteceu mais para o final da peça, quando o protagonista espanca a mulher e ela diz que tapinha de amor não dói. A cena por si só já estava forçada, e só piorou quando essa frase foi dita, mas ao fim acabou passando quase que despercebida em meio ao encerramento da peça.
     A terceira remete as músicas apresentadas em meio a peça. Durante a palestra ocorrida após a peça (sem ligação), uma das expectadoras reclamou que as músicas soaram fracas e algumas incomodaram com suas frases “preconceituosas e infantis, não representando a realidade das minorias”.
     Deve ser ressaltado que a intenção não é prejudicar a peça, já que ela conseguiu transmitir sua mensagem e entreter o público. A intenção também não é querer ser politicamente correto, e sim destacar momentos duvidosos até para mentes politicamente incorretas. Entre altos e baixos, esperamos que a nova companhia obtenha sucesso futuramente.

Imagem 2: Capa da obra.

“Para nossa alegria é estreia da peça e também da companhia”
- Alexandre Damascena

Universidade Unigranrio
Jornalismo – 7º período
Laboratório O Dia
Profª: Cíntia Barreto
Alunos: Adriana Silva, Beatriz Cordeiro, Eder Mota, Lucas Cardozo, Natasha Florencio.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Imaginando uma distopia kpop no cinema

~Postado originalmente em redes sociais~

Kpop daria um filme ou livro de distopia adolescente sinistro rs

É tipo uma Matrix. Por mais que tentem passar uma utopia, o kpop é nada mais que uma fábrica de ídolos. Basicamente uma construtora de falsos deuses que tem seus adoradores alienados (as vezes penso que fã de kpop daqueles bem fanáticos consegue ser pior que de jogador de futebol ou de cultura pop rs). É um universo próprio com suas próprias regras.

As empresas querem saber é de lucro (qual não quer, né?), seja por meios legais ou ilegais (por isso casos de contrato escravo, insatisfação e afins são frequentes). Aproveitando que a maioria dos fãs são adolescentes e vivem pelos artistas, não por si próprios, elas incentivam o meio doentio de se fazer dinheiro. Temos verdadeiras torcidas organizadas batalhando pra que seu grupo preferido fique no topo. É como se não pudesse gostar de mais de um grupo, igual time de futebol. Temos então uma guerra que as vezes passa o mundo virtual.

Daí o pessoal vê aquilo tudo colorido, sincronizado, agitado, mas esquece que o artista só ganha dinheiro se fizer sucesso. Tem vários grupos famosos que levaram anos até conseguir o primeiro salário, porque os artistas devem compensar os gastos anteriores, pagar tudo o que foi investido neles. Alguns que não estão em grupo até pagam pra serem treinados, esperando o dia de debutar. Imagina a situação dos flops. Daí podem dizer que a empresa banca moradia e alimentação, mas já ouvi relatos de que isso vai pros custos também. Nada é de graça a não ser os "agrados" que as empresas dão pra compensar isso.

Resumindo: É o capitalismo. É a vida. Quem entra sabe o que tá esperando.

:v Agora imagina uma história:

Uma personagem será uma fã fanática de kpop. Como ponto de partida pra reviravolta, ela se revolta com a empresa por causa de algo bem idiota, tipo idol namorando ou algo do tipo. Teria muita ação rs Perseguição de carros, protestos pelas ruas, queima de produtos em local público, tentativas de agarrar o artista e levar pra sua casa, etc.

Outro personagem será um inocente que se depara nesse mundo e se vê obrigado a escolher um lado, uma causa, e lutar por ela até o fim. Ele adentra esse universo e começa a defender sua escolha e fazer o que os fãs doidos fazem. Percebendo que aquilo é treta, tenta fugir e consegue. Ele então passa a ver tudo sob outros olhos, descobrindo um novo mundo.

Temos tembém um grupo, com artistas que só querem fazer seu trabalho e que estão lutando pra conseguir ficar no topo. Clichê motivacional de nunca desistir, etc. Inserindo um conflito, um dos artistas está cansado de tudo aquilo e quer sair do grupo, mas ele é o preferido da fã fanática.

Se alguém me copiar, quero meus créditos haha Mas já podem fazer o filme ou escrever o livro.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Lista com alguns canais de empresas, companhias e distribuidoras de kpop

~Publicado originalmente em redes sociais~

Lista com alguns canais de empresas, companhias e distribuidoras de kpop:

[Obs.: Canais de grupos existem milhares, então decidi não listar. Os canais dos grupos contem clipes, covers, etc. A maioria dos clipes são postados nos canais das próprias empresas.]

- 1theK https://www.youtube.com/user/LOENENT/videos
- Big Hit https://www.youtube.com/user/ibighit/videos
- Brave https://www.youtube.com/user/bravefamily/videos
- Choeun https://www.youtube.com/user/choeunentofficial/videos
- CJ https://www.youtube.com/user/CJENMMUSIC/videos
- Coridel https://www.youtube.com/cha…/UCKS4cz0fI_O0ng8qutflIbQ/videos
- Dap Sound https://www.youtube.com/cha…/UC3QcZuIts8B9HfY2g-D1Fxg/videos
- DSP https://www.youtube.com/user/DSP/videos
- Fantagio https://www.youtube.com/user/fantagiomusic/videos
- HIGHGRND https://www.youtube.com/cha…/UCUEbMnl7U4rLoMopD2bqT3Q/videos
- HUNUS https://www.youtube.com/user/BrandnewStardom/videos
- J.Tune Camp https://www.youtube.com/user/jtunecamp/videos
- Jellyfish https://www.youtube.com/jellyfishenter/videos
- JYP https://www.youtube.com/user/jypentertainment/videos
- KT Music - https://www.youtube.com/cha…/UCd-OrgPLrnQiQBcq19j5oEQ/videos
- MAPPS https://www.youtube.com/user/mapptown/videos
- MBK https://www.youtube.com/user/coremidas/videos
- Nega Network https://www.youtube.com/user/neganetwork/videos
- Nextar https://www.youtube.com/user/NextarEntertainment/videos
- NH Media https://www.youtube.com/user/nhmedia2013/videos
- OGAM https://www.youtube.com/cha…/UCkN6oIPrS-ovf5AU9BD7KCg/videos
- Pledis https://www.youtube.com/user/pledisartist/videos
- Seven Seasons https://www.youtube.com/user/7seasons2013/videos
- SMTown https://www.youtube.com/user/SMTOWN/videos
- Star Empire https://www.youtube.com/user/Starempireofficial/videos
- Starship https://www.youtube.com/user/starshipTV/videos
- TS https://www.youtube.com/user/TSENT2008/videos
- WA https://www.youtube.com/user/WAENT2012/videos
- Woollim https://www.youtube.com/user/woolliment/videos
- YG https://www.youtube.com/user/YGEntertainment/videos
- YMC https://www.youtube.com/user/YMCent/videos

[GEEKABLE] It - A Coisa

Link: https://geekable.com.br/16387/it-coisa-critica/

[JAM STATION] As paródias estilo GTA do Saturday Night Live coreano

Link: http://www.jam-station.com/2017/03/as-parodias-estilo-gta-do-saturday.html

[FEEL LIKE DANCE LYRICS] As origens da música popular coreana

Link: http://feellikedancelyrics.blogspot.com.br/2016/11/as-origens-da-musica-popular-coreana.html

[GEEKABLE] Um breve resumo sobre k-pop para geeks (ou não)

Link: https://geekable.com.br/15175/um-breve-resumo-sobre-k-pop-para-geeks-ou-nao/

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Death Note raiz x netflix

Light raiz: "Não posso mostrar esse caderno pra ninguém!"
Light netflix:"Ae, quer saber o que é Death Note? Eu conto!"
Light raiz: "Um deus da morte? Tudo o que eu queria!"
Light netflix: "Eita, credo, um deus da morte! Socorro!"
Light raiz: "Essa garota irritante servirá para meus planos. Depois a descartarei."
Light netflix: "Bora nos pegar?"
Light raiz: "Todos aqueles que entratem no meu caminho morrerão, independente de serem bandidos ou não!"
Light netflix: "Matar inocentes? Nunca! Para com isso que eu não gosto!"

Misa raiz: Ai, que amor, eu faço tudo o que Kira quiser!"
Misa netflix: "Aquele trouxa é muito panaca! Senhor, paciência! Deixa que eu tomo a frente desses planos senão aquele bosta não vai sair do lugar!"

L raiz: "Ele é esperto. Tenho que buscar um modo de acusá-lo e provar que ele é Kira."
L netflix: "Vou te prender! Você é moleque, rapaz! Vou pedir um mandato contra você, hein!"

Light e L raiz: "Tenho que agir com cautela. Ele sempre parece estar um passo a frente de mim. Como detê-lo?"
Light e L netflix: "Sai, desgraça! Morre logo, imbecil!"

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Minhas opiniões sobre os filmes do Godzilla

Esse é um compilado (na íntegra) de comentários que postei no Filmow em relação a cada um dos filmes japoneses do Godzilla. Nada muito elaborado, a maioria é algo curto mesmo. Vi a franquia a alguns anos.

x

ERA 1

x

Godzilla 1954

"Filmaço! Deve ser visto por todos os admiradores de filmes de monstro.

A história e os personagens são envolventes, tem uma trama mais profunda, uma preocupação além do inicialmente mostrado, como o fato dos humanos usarem as coisas pra fazer o mal.

Primeiro dão aquele suspense, sem mostrar o monstro, apenas boatos de que o monstro de uma antiga lenda, Godzilla, havia voltado. Mesmo assim, pouco depois, já vemos parte do Godzilla. Daí tem uma reunião sobre de onde ele veio, como ele saiu, e aí entra a parte das bombas atômicas e o que elas fizeram com o monstro.

O Godzilla só aparece por completo lá pra metade do filme, destruindo cidades, enquanto o exército tenta de tudo pra matá-lo e as pessoas tentam sobreviver.

A origem original do monstro é de que ele é um dinossauro que sobreviveu a extinção e ficou vivendo no fundo do mar. As bombas atômicas o despertou e ele absorveu a energia delas (possivelmente isso explica suas rajadas de fogo). Seu ataque a superfície fica claro que foi por causa das bombas, que mexeram com ele e ele ficou irritado, destruindo tudo o que encontrasse.

Apesar de ter continuações, o filme pode ser visto de forma 'fechada'. Até tem uma citação que possibilitou outros filmes, mas a história em si se encerra ali, no ato final contra o Godzilla. Isso me fez pensar se os outros monstros são o mesmo Godzilla, só que foram evoluindo, ou são outros, cada filme ou cada ciclo um diferente."

x

Godzilla Contra-Ataca 1955

"Segundo filme do monstro-dinossauro e a estreia do primeiro adversário monstro do Godzilla: o Anguirus.

O filme é bem inferior ao primeiro, mas não deixa de ser bom. O grande problema dele é seu roteiro mal dividido, além dos graves erros de localização e tempo, e, claro, de uma história um tanto sem motivação.

Os primeiros minutos do filme são mornos e tentam algumas coisas pra chamar a atenção, mas fica na mesma.

A batalha do Godzilla contra o Anguirus hoje em dia pode ser considerada bem tosca, eu mesmo ri da cena, mas não deixa de ser divertida, bem divertida. É legal, e ao mesmo tempo cômico, ver uma luta entre pessoas fantasiadas de dinossauro, e o filme consegue deixar claro que são pessoas.

De qualquer forma, Anguirus é meio que deixado de lado, é como se fossem dois filmes em um, depois dele ainda tem mais história com os personagens humanos contra o Godzilla. Descobrimos que o Godzilla é atraído por luzes.

Falando dos personagens humanos, o filme não dá tempo de um bom desenvolvimento dramático e as atuações são fracas, perdendo a emoção adequada. Ninguém marcante.

Entre altos e baixos, o filme consegue divertir e tem seus momentos sérios. A cena da perseguição policial, que leva a grande cena de luta, é uma das melhores do filme, embora pare por aí mesmo pra dar espaço pros dois monstros lutarem. O final da luta é violenta, mas a cena novamente tem exageros. Depois disso o filme não anda, mas consegue encerrar bem, apesar de ter deixado no ar um sentimento de que ficou faltando algo.

Falando assim parece até ruim, mas só assistindo o filme mesmo pra saber."

x

King Kong vs. Godzilla 1962

"Revi hoje, divertidão kk Dessa vez vi a edição original japonesa, sem cortes e modificações feitas pelos americanos.

Ri muito das lutas. E o filme ainda tem umas cenas humoradas com os humanos, como no início, do cara testando a linha forte, e a do intérprete na ilha.

Primeira batalha: King Kong chega encrencando com o Godzilla. King Kong taca pedra no Godzilla. Godzilla queima King Kong. King Kong sai triste. huehuehue

Que loucura a última batalha dos dois. Sem comentários aquilo..."

x

Godzilla Contra a Ilha Sagrada 1964

"Quarto filme do Godzilla. Ele demorou tanto pra aparecer que eu até tinha me esquecido que era filme dele e já tava pensando no solo do Mothra. Falando em Mothra, curti a personagem. Uma borboleta contra o Godzilla. A cena da lagarta mordendo o rabo do Godzilla é a melhor haha

Batalha mesmo rola pra depois de uma hora de filme, mas a história humana é envolvente, então deixo passar. Aquelas mulherzinhas são fadas ou algo do tipo? Cantam bem."

x

Ghidrah, o Monstro Tricéfalo 1964

"Quinto filme do Godzilla. :v Nunca pensei que veria uma lagarta em cima de um... "dino pássaro" enfrentando um dragão de três cabeças.

Sobre o filme, é tosco, muito tosco. Ri demais da batalha. A cena dos monstros conversando negociando pra deter o King Ghidorah kkkkk A luta entre os monstros ocorre só no final do filme, o que é uma pena. ´basicamente a cena que o King Ghidorah aparece, pq no resto do filme, acho que só duas cenas rápidas. Esse filme deveria se chamar "Godzilla vs Rodan", pq ele aparece mais que todos.

E dessa vez inseriram uma parada alien no filme, embora nenhum apareça realmente, só a mulher lá que dizem que é princesa, mas ela diz ser de Vênus e fica alertando sobre o que acontecerá no futuro. Tem uns caras que vão atrás da princesa/alien, como são ruins de mira, o cara nem perto com espingarda (ou algo do tipo) e mira consegue acertar o alvo."

x

A Guerra dos Monstros 1965

"Sexto filme do Godzilla. Dessa vez deixaram um pouco a desejar. O Godzilla vira um simples figurante de uma trama maior (apesar de já ter ocorrido antes, não foi ao nível desse). Esperava que aproveitassem mais o King Ghidorah, que mal aparece em seu filme contra o Godzilla, mas não ocorreu. A história dos aliens não é grande coisa mas dá pro gasto. Ao fim é um filme pra passar o tempo. Há melhores. Destaque pro Godzilla comemorando com pulinhos toscos."

x

Ebirah, Terror dos Abismos 1966

"Sétimo filme do Godzilla. Bonzão. As diversas cenas sem trilha de fundo só aumentam a experiência do filme. A história de fundo funciona e entretém, trazendo de volta a ilha de Mothra e seus habitantes. E gostei como o Godzilla retornou nesse filme, só fiquei curioso pra saber como ele entrou naquele lugar. Agora tenho que falar das lutas: Godzilla humorado não tem pra ninguém, "brincando" com os aviões. E a primeira batalha contra o Ebirah (lagosta gigante)? Mais pareciam que tavam jogando bola. Bizarro. O Godzilla com sono coçando o olho então... Sem comentários. O filme, assim como os outros, possui uma história séria, mas as cenas do Godzilla são pura diversão."

x

O Filho de Godzilla 1967

"Oitavo filme do Godzilla. É, minha gente, o Godzilla agora é pai! Dessa vez partem pra algo mais infantil, mas isso não desmerece o conteúdo. Aqui temos o filhote do Godzilla e não vemos nenhuma explicação de como isso foi possível. O ovo simplesmente é descoberto e sai o filhote de lá... sendo maltratado por uns louva-a-deus gigantes. Coitado, sofrendo bullying desde que nasceu. O bicho é todo atrapalhado, tropeça direto (seja pisando numa pedra, seja andando) e é muito medroso (o Godzilla solta sua rajada e ele sai correndo abraçar o pai). O Godzilla, como um pai rígido, tenta treinar seu filho pra ser um monstro de verdade. Já a trama do filme é aceitável, tem lá seus personagens, algo tranquilo de assistir. E curti como encerraram o filme, foi o melhor caminho a seguir."

x

O Despertar dos Monstros 1968

"Nono filme do Godzilla. Esperava bem mais. Esse já tinha visto quando criança e lembro de ter curtido bastante justamente por causa das lutas dos monstros. Não há uma noção exata de quanto tempo se passa entre os filmes, mas sabe-se que é pouco, já que o Godzilla costuma aparecer onde terminou no filme anterior. Aqui avançam pro fim do século, onde os monstros estão presos numa ilha. O título vem de uma parte do filme em que os aliens controlam os monstros e mandam eles pra diversos lugares do mundo destruírem o que verem pela frente (e não, o filme não se foca nisso). A história clichê dos aliens e humanos até dá pra deixar passar, mas é desinteressante, inclusive os personagens. O bom mesmo é quando os monstros se unem para enfrentar King Ghidorah no final do filme. Pra quem curte, bom até demais essa parte."

x

A Vingança de Godzilla 1969

"Décimo filme do Godzilla. Não esperava que um filme do Godzilla pudesse ser tão ruim. Tudo bem que dentre vários filmes poderia facilmente sair algo abaixo da média, mas não poderia imaginar algo a esse nível. Achei ok a história do garoto, do inventor de brinquedos, dos ladrões atrapalhados, tentaram seguir algo mais infantil, como em O Filho do Godzilla, só que aqui há problemas que vão muito além. Pra começar, o garoto imagina estar na ilha dos monstros, ou seja, nada daquilo é "real". E as cenas de luta são recicladas de filmes antigos, exceto a única batalha original do filme, com um monstro que é uma representação de um garoto que comete bullying com o garoto. Pra piorar tudo, o divertido Minya sabe falar! Filme fraquíssimo."

x

Godzilla vs. Hedorah 1971

"Décimo primeiro filme do Godzilla. Mais um filme diferente. A questão tratada dessa vez é a poluição. Hedorah, o monstro tóxico, é quase que invencível. Sua pele é ácida e queima quem a toca. A poluição transmitida por ele pode ser fatal, matando desde plantas a seres humanos e derretendo construções. Ele pode mudar de forma. Em líquido, mais parece a Bolha Assassina. Foi provavelmente a batalha mais difícil que o Godzilla participou, já que sua força e seu laser não adiantavam de nada num monstro que podia se regenerar. Mas como todo bom filme do Godzilla, não podia faltar alguma tosqueira, e a desse no final é em palavras hehe"

x

Godzilla vs. Gigan 1972

"Décimo segundo filme do Godzilla. Uns aliens querem dominar a Terra (novamente) e controlam King Gidorah e Gigan, atraindo Godzilla e Angilas pra batalha. Claro que antes ocorre muita coisa, já que temos a trama humana como em qualquer filme.

Temos tb algo inusitado: Chegam a mostrar o que o monstros conversam em forma de balõezinhos [que nem hq], embora ocorra em apenas duas cenas (descartável, o legal é imaginar o que eles tão falando, mas acaba sendo engraçado por ser tosco, diferente de outro filme que há intérprete e não incomoda).

Sobre os aliens, a trama deles é até mais simples que de outros filmes da franquia que envolvem aliens (que não costumam ser tão bons assim), porém é melhor que a maioria. Já a origem deles... melhor nem comentar. Pior que eu já imaginei algo parecido. E não se esqueçam do Gigan, o monstro com barriga de serra elétrica haha"

x

Godzilla vs. Megalon 1973

"Décimo terceiro filme do Godzilla. Godzilla mestre do kung fu, badass e bom amigo. Inesperadamente, pela primeira vez temos a presenta de um robô que mais parece ter saído de um tokusatsu: Jet Jaguar. Os dois se unem pra enfrentar Megalon, vindo de um reino subterrâneo, e Gigan, que detonou o Godzilla no filme anterior. Olhem só, dessa vez não são aliens querendo dominar o mundo, são humanos haha Sem muito a declarar. Destaque pra voadora do Godzilla."

x

Godzilla vs. Mechagodzilla 1974

"Décimo quarto filme do Godzilla. Não sabia que haviam macacos no espaço que se disfarçaram de humanos haha Oh, Planeta dos Macacos Espaciais? Aqui tem uma profecia doida de que um monstro destruiria o mundo e caberia a dois outros monstros salvarem. No caso, um tal de King Caesar e Godzilla. O destruidor (ué, mas os "salvadores" tb destroem muito) é o Mechagodzilla, uma versão robótica do Godzilla (dã). O legal aqui é que temos mais um monstro difícil, com uma pele impenetrável porém um ponto fraco bem vulnerável se descoberto. É um bom filme, apesar de mais uma vez envolver aliens querendo dominar o mundo, e o disfarce nem é uma ideia nova."

x

O Terror do Mechagodzilla 1975

"Décimo quinto filme do Godzilla, último da primeira série. Continua o filme anterior e serve como um bom complemento. Tem um tal de Titanosauro descoberto por um doutor rejeitado, umas coisas assim. Não há muito o que comentar. Pra um filme de encerramento, soou mais como um filme qualquer da franquia. Não que desmereça a obra. Só acho que se esqueceram que os aliens são macacos, pq quando um morre, não se transforma."

x

ERA 2

x

O Retorno do Godzilla 1984

"Décimo sexto filme do Godzilla, primeiro da segunda série. Ignorando as 14 continuações anteriores, esse filme do rei dos monstros é um recomeço da franquia. Toda a tosqueira é deixada de lado e a seriedade presente no primeiro filme retorna. Aqui o Godzilla não enfrenta monstros gigantes, voltando com o embate do primeiro filme exclusivamente entre ele e os humanos. A trama humana é simples e boa. Há alguns probleminhas técnicos, mas dá pra deixar passar se levarmos em conta a época em que o filme foi feito. De início não tava muito confiante, mas ao fim o filme me convenceu."

x

Godzilla x Biollante 1989

"Décimo sétimo filme do Godzilla. O retorno dos filmes de batalha contra outros monstros gigantes. Dessa vez é... bem... uma planta gigante que possui o dna do Godzilla e que possuía ou não (vc leu certo) a alma de uma pessoa. Não ria, o filme se leva a sério. Uma trama humana um pouco viajada e meio sem rumo, com erros no roteiro. Sei que tem uma garota que conversa com plantas e sente onde tão os monstros (ou algo do tipo). De começo estranhei o nível de batalha entre Godzilla e uma planta dessas, mas foi mostrando seu potencial. A batalha final é boa."

x

Godzilla Contra o Monstro do Mal 1991

"Décimo oitavo filme do Godzilla. Tentando inovar, o filme acaba bagunçando o monstrão, mas traz elementos a la Jurassic Park e Exterminador do Futuro antes deles terem sido lançados. E Star Trek. Tem aliens, mas dessa vez eles não trazem o King Ghidorah pra Terra. Aqui temos viagem no tempo! E andróide! E bichinhos fofinhos que... ok, vou manter segredo. De leva o filme ainda mostra como o Godzilla era antes da bomba.

O principal problema é justo a viagem no tempo. Como é que todos continuaram sabendo do Godzilla se ele não mais existia? Acho que uma pergunta dessas basta por enquanto, ainda tive outras durante o filme. Tenho teorias, mas nenhuma que eu ache plausível até mesmo pra ficção.

A luta contra o King Ghidorah não é grande coisa inicialmente (depois melhora), mas só de ver o retorno do dragão de três cabeças vale a pena. O mais curioso é ver como o Godzilla lutou contra ele sozinho, coisa que no antigo ele precisou de ajuda em todos os filmes que o bicho apareceu. Apesar dos pesares, gostei da historinha humana."

x

Godzilla vs. Mothra 1992

"Décimo nono filme do Godzilla. Que filmão da franquia! O querido Mothra retorna numa história repaginada. Temos a volta das fadinhas, cantando como sempre, mas sem aquelas músicas que ocupavam 5 minutos de cena (por vez). A ilha por sua vez não existe aqui, ela foi inundada (ufa, sem cenas de rituais que ocupavam 10 minutos [por vez]). De acréscimo, temos uma profecia sobre fim do mundo e legado de Mothra, além da adição de Battra, o "Mothra Negro". A trama humana é boa e é diretamente ligada ao destino dos locais de batalhas no filme.

O campo de batalha está formado: Godzilla vs Mothra vs Battra... isso enquanto, numa ilha [não tão] distante dali, a Terra começa a se abrir e a cuspir lava, dando segmento a profecia do fim do mundo. É tudo grandioso.

A forma magistral que Mothra se transforma de lagarta em borboleta deve ser apreciada com a boa e relaxante música das fadinhas. Em contrapartida, a trilha agitada faz a transformação de Battra ser mais hardcore. A batalha final é colossal do início ao fim, ótimos momentos. E ainda há um encerramento emocionante."

x

Godzilla vs. Mechagodzilla II 1993

"Vigésimo filme do Godzilla, primeiro da trilogia que une personagens principais japonesas e alguns americanos aqui e ali. Muito cara de Sessão da Tarde graças ao Baby Godzilla, que acaba tirando a seriedade do filme. E a telepata agora tem uma escola de crianças com o mesmo dom! Gostei de como Rodan e Baby Godzilla foram inseridos, trouxe um sentido maior que nos filmes antigos. A trama humana é ok. Confesso que não fiquei tão surpreso com o Mechagodzilla, mas deu pro gasto. Achei legal a ideia de ser um robô gigante controlado por humanos, como nos tokusatsus. Pelo menos aqui ele é como um robô mesmo, não tinha fantasia de Godzilla haha"

x

Godzilla vs. SpaceGodzilla 1994

"Vigésimo primeiro filme do Godzilla, segundo da trilogia que une personagens principais japoneses e alguns americanos aqui e ali. Viajei enquanto assistia, em alguns momentos o filme parecia sem rumo. Agora tem um centro pros telepatas, um projeto de tentar controlar o Godzilla por telecinesia. O Baby Godzilla tá com um visual infantil demais, mesmo tendo crescido bastante desde o anterior (felizmente mal aparece no filme). O SpaceGodzilla é duro de matar, mas não chega a ser um monstro marcante. A luta dura até mais do que o necessário. O destaque vai pra trama humana, trazendo alguns personagens do anterior de volta, em especial a equipe do centro de defesa contra o Godzilla."

x

Godzilla vs. Destoroyah 1995

"Vigésimo segundo filme do Godzilla, terceiro da trilogia que une personagens principais japoneses e alguns americanos aqui e ali, último da segunda série. Uma boa forma de encerrar uma geração, repleto de ligações com o filme original.

Com novamente o retorno de alguns personagens dos dois filmes anteriores, o centro de defesa contra o Godzilla continua a todo vapor. Godzilla por sua vez vira uma bomba, a ponto de poder explodir e levar o mundo consigo. Procurando por um fim definitivo a tudo aquilo, alguns cientistas tentam recriar a famosa arma utilizada no primeiro filme da franquia. Sem "ingredientes", eles pegam pedaços do solo onde a bomba foi utilizada pra descobrir como fazê-la, mas acabam encontrando um ser modificado que desfaz tudo que ataca, que foge e começa a crescer e a se multiplicar. Quando se unem, ficam absurdamente imensos.

O caos está formado, os humanos só podem usar armas congelantes, já que o Godzilla não pode ser atacado por um explosivo. Enquanto isso esses seres estranhos começam a destruir toda a cidade. O Baby Godzilla, que estava considerado morto, já está gigante (embora bem menor que seu pai) e vira alvo dos tais seres. O resultado é uma batalha contra um Godzilla furioso e desesperado, com o corpo de desfazendo e cuspindo fogo tão quente quanto a lava!"

x

ERA 3

x

Godzilla 2000 1999

"Vigésimo terceiro filme do Godzilla, primeiro da terceira série. Um recomeço que não é recomeço, trazendo de novo uma melhoria gráfica e o uso do cgi. Aqui o Godzilla parece já ter atacado antes e decidem por um fim quando ele retorna mais uma vez (como sempre). Não especifica quais filmes anteriores foram aceitos e quais foram rejeitados. A história humana é ok, as cenas de luta dos monstros são boas, mas o monstro mesmo é bem sem graça."

x

Godzilla Vs. Megaguirus 2000

"Vigésimo quarto filme do Godzilla. Aqui consideram apenas o primeiro filme do Godzilla e o ataque solo dele do segundo filme. Quando o monstrão retorna, há um projeto de deter ele de vez usando um disparador de buraco negro (!!!). A trama humana serve mais pra iniciar a história e, claro, influenciar a batalha com os soldados. O vilão é um inseto de outra dimensão que se multiplica, mas o "chefão" deles tá só esperando a hora de atacar. Esse é o filme que mais usa cgi descaradamente. Enfim, é um bom filme, tem boas cenas de luta e é considerado por alguns um filme mais detalhado que outros da franquia."

x

Godzilla, Mothra and King Ghidorah - Giant Monsters All Out Attack 2001

"Vigésimo quinto filme do Godzilla. O filme considera apenas o primeiro filme da franquia e o ataque do Mothra (de algum filme), além do ataque de um outro monstro de outro filme. Com 3 mitos no título, tinha como dar errado? Na verdade tinha, mas felizmente deu certo.

Godzilla possuído, sinistro, mal, decide atacar o Japão com tudo. Enquanto isso, na trama humana, um velho diz sobre uma profecia e convoca os monstros guardiões pra salvar a Terra: Baragon, Mothra e King Ghidorah (sim, Ghidorah aqui é do "bem"). Há diversos personagens, mas a principal é uma mulher que trabalha pra uma empresa de filmes de baixo orçamento. Também há alguns aleatórios.

É tensão do início ao fim, como uma grande cena de ação com uma luta que dura o dia todo. Primeiro o Godzilla e o Baragon se enfrentam, mas Baragon leva a pior. Então Mothra e King Ghidorah chegam pra tentar detê-lo. Curioso que as fadinhas de Mothra não aparecem no filme. E Mothra aparece tanto em lagarta quanto em borboleta. Ótimo filme da franquia."

x

Godzilla Against Mechagodzilla 2002

"Vigésimo sexto filme do Godzilla. Consideram apenas o primeiro filme da franquia. O Godzilla que retorna aqui não é o mesmo do primeirão, aquele tá morto, esse é um outro Godzilla. Com o retorno dele depois de um longo tempo, decidem construir um Godzilla robótico usando os ossos do primeiro Godzilla como base. A trama humana tem partes boas, partes ruins, mas a maioria dos envolvidos são a equipe contra o Godzilla, assim como aconteceu no final da segunda série da franquia. Os humanos mais uma vez influenciando o rumo das batalhas. Não é por menos, eles estão controlando um robô que tem vida própria. É como se a Skynet deixasse vc controlar ela, depois de destruir parte da cidade, coisa que é tratada com seriedade, mostrando o lado dos soldados e do governo. Bom filme."

x

Godzilla: Tokyo S.O.S. 2003

"Vigésimo sétimo filme do Godzilla. Diferente dos anteriores da terceira série, esse filme é continuação direta do anterior, trazendo de volta o Mechagodzilla, os soldados e alguns personagens. O filme acrescenta na lista de considerações o ataque do Mothra e o primeiro encontro com as fadinhas. Era de se esperar que o Godzilla voltasse, mas o governo não estava preparado pra um segundo ataque, já que o Mechagodzilla não estava consertado. Com o caos, Mothra é convocado pra salvar o Japão. Só que Mothra quer os ossos do primeiro Godzilla de volta, senão destruirá a Terra. Que isso, Mothra, pensei que fosse bonzinho haha Com Mothra perdendo, Mechagodzilla é mandado do jeito que tá pra ajudar. Ótimas cenas de batalha, roteiro melhor que do filme anterior e um bom final."

x

Godzilla Batalha Final 2004

"Vigésimo oitavo filme do Godzilla, último da terceira série Pra encerrar temporariamente a franquia, um filme especial de 50 anos foi planejado. E qual a melhor forma de fazer isso? Botando o Godzilla pra enfrentar diversos monstros dos filmes anteriores. O filme considera os ataques dos monstros gigantes de diversos filmes, mas não necessariamente seus filmes.

O estilo é o mais diferente da franquia. A trama envolve uma equipe de humanos e mutantes combatendo aliens que copiam os corpos das pessoas, controlam os mutantes e os monstros gigantes (menos o Godzilla). Os aliens então mandam os monstros destruírem a Terra, daí os humanos libertam o Godzilla.

As batalhas são frenéticas, o ambiente é devastador, a trilha é agitada, o clima é apocalíptico. Pena que o Godzilla tá forte demais. Demais mesmo! O que ele levava minutos pra enfrentar nos filmes anteriores, ele derrotava em muito pouco tempo. E até mais de um de vez. Pena também que as batalhas não ocupam boa parte do filme. O filme possui muito mais foco na trama humana, que é ok. Ainda assim, são cenas épicas. A trilha ajuda bastante, com um rock pesado acompanhando Godzilla contra os monstros e os humanos e mutantes contra os aliens.

Pra um encerramento de franquia, o filme é até adequado, uma grande compilação de "nostalgia". Tudo aqui é reciclado, todas as ideias foram utilizadas nos filmes anteriores (só os mutantes que não tinham antes, mas tinha algo parecido). Apesar dos pesares, Final Wars é uma grande homenagem a própria franquia e um filme voltado para os fãs, agora bem ao estilo tokusatsu."

x

ERA 4

Shin Godzilla 2016

"Gojira está de volta! Depois de 12 anos, é hora de recomeçar. Os japoneses entregam um bom filme de introdução com um Godzilla repaginado e sem ligação com os filmes anteriores. O rei dos monstros está tão forte que dizer que exageraram é pouco, principalmente no quesito da rajada de energia. Quem viu os trailers já sabe o que esperar, mas independente disso o filme ainda guarda surpresas que podem estranhar, como na primeira aparição do Godzilla. É um colosso evolucionário,

Os personagens da trama são diversos. Não há muito aprofundamento e quando há é bem "raso". São o que são e cumprem seus papéis. Diversas pessoas envolvidas em prol de um objetivo: Buscar um meio para deter aquele ser que apareceu no Japão e está destruindo tudo.

A trama reflete os personagens, que estão o tempo todo buscando o objetivo, além da crítica contra os Estados Unidos por se intrometerem em tudo e tomarem posse como bem entenderem e a compaixão japonesa de sempre proteger os cidadãos para que não passem pelo que os sobreviventes da 2ª Guerra passaram.

O estilo do filme mescla algo totalmente diferente dos anteriores, mas ao mesmo tempo possui cenas com clima semelhante aos antigos, sendo ajudado pela trilha sonora, com direito ao tema original, e a forma como as cenas de ação são gravadas.

Destaque pra primeira cena da rajada de energia que o Godzilla solta, com uma música épica de fundo e um cenário noturno. O poder liberado chega a ser surreal até mesmo se comparado com suas versões anteriores. Marcante. Grandioso. Magnífico. Que venham mais filmes!"

x

Sobre Mim

Minha foto
Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brazil
Formado em jornalismo e futuro escritor de livros. Colunista de cultura pop. Cinema, quadrinhos, k-pop. O blog surgiu em 2008 com a proposta de reunir o que eu achava de interessante pela internet e evoluiu até se tornar algo mais original. Atualmente serve como um local de divulgação de links de matérias que escrevo para outros sites, rascunhos e alguns textos aleatórios.