sexta-feira, 5 de setembro de 2014

O caso da senha 42 no Vampiral (história real)

Minha jornada desinteressante num local violento e misterioso, que possui ligações a hospitais. Sabe-se lá o que fazem, possuem uma tecnologia alienígena que descobre o que vc tem no sangue. Incrível. Mas prosseguindo:

Na foto, minha senha no Vampiral, famoso lugar onde as pessoas dão braçadas em agulhas assassinas que retiram o seu sangue.

Como fui a terceira pessoa, meu número acabou sendo 43, então eu pensei: "Por pouco!", mas aí minha mãe trocou de lugar comigo e recebi o 42, já era um sinal positivo. Por uma estranha coincidência de proporções a nível absolutamente zero, demorei mais de 40 minutos pra ser atendido e, em vez de ser a segunda pessoa a perder sangue (quem tira é a agulha e a mulher lá, não eu), acabei sendo a terceira.

Há corda, Brasil, 4+2=6 e 4+3=7, logo 6+7=13, e 13 é o famoso número do azar. Mas 42 é a resposta para a vida, o universo e tudo mais. 43 tb está em debate. Acabou que rolou um paradoxo no universo. Devo ter destruído uma realidade alternativa nessa confusão. E vai além, já que 1+3 dá 4, que adicionado o 0 depois, dá 40. '0'

Nenhum comentário:

Sobre Mim

Minha foto
Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brazil
Formado em jornalismo e futuro escritor de livros. Criei um blog em 2008 por curiosidade para reunir o que achava de melhor na internet. Em 2010 criei outro blog para críticas de filmes e afins. Buscando apresentar uma identidade mais pessoal, em 2014 reformulei ambos. Hoje servem mais como meios de divulgação para matérias que publico em outros sites.