domingo, 20 de novembro de 2016

Distopia K-Pop

~Publicado originalmente em redes sociais... e no Kpop Amino~


A situação atual do kpop é uma verdadeira guerra de gangues. São brigas bobas que podem chegar a casos sérios. Não se pode gostar de vários grupos, só de um ou de determinados grupos, mas não de todos que você queira. É como se fosse obrigatório pertencer a um único fã-grupo em específico. Tudo isso me lembra muito sagas distópicas adolescente rs

1 - Divergente: Um fã chega ao mundo do kpop e se depara com diversos grupos, se vendo obrigado a escolher apenas um. Ele percebe que os fãs se dividem em grupos e "sabe" que tem que se juntar a um deles, o que acaba acontecendo.

2 - Jogos Vorazes: Formados os fandoms, eles batalham entre si com tudo o que podem para conquistarem prêmios para seus grupos, como se suas vidas dependessem disso. Eles não possuem outras alternativas, são 'obrigados' a isso. Apenas um pode vencer.

3 - Maze Runner: O fã percebe (ou não) que está num mundo aparentemente sem saída e repleto de perigos, manipulado por forças maiores, como o mercado, induzindo-os a ficarem naquela situação o máximo possível. Caso tente escapar, descobre que as coisas estão além do que pensava estar, que a situação de tudo é muito mais profunda do que aparentava ser.

Bônus - Matrix: Nem tudo daquilo é real. Muito é formado por imagens e engrandecido com o poder da mídia e tecnologias. O fã se envolve a tal ponto que não consegue escapar. Ele pode até tentar sair, mas é 'forçado' a voltar. Ele cria uma ilusão de perfeição em sua mente. Quando finalmente consegue alcançar o nível de compreensão, então ele transita entre os dois mundos, mas com cuidado, sabendo das técnicas de manipulação e se precavendo. Ele sabe o que é real e o que não é.

Sobre Mim

Minha foto
Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brazil
Formado em jornalismo e futuro escritor de livros. Criei um blog em 2008 por curiosidade para reunir o que achava de melhor na internet. Em 2010 criei outro blog para críticas de filmes e afins. Buscando apresentar uma identidade mais pessoal, em 2014 reformulei ambos. Hoje servem mais como meios de divulgação para matérias que publico em outros sites.