domingo, 4 de maio de 2014

Profundo e Impactante (texto)

História escrita por Lucas Cardozo. Há dois pontos importantes nela que serão revelados futuramente na história. Não recomendado para pessoas frágeis ou mentes normais.

"Profundo e Impactante

Vou contar uma história profunda que mexeu com o meu sincero e pulsante coração. Leia a seguir.

Em meu leito de morte, descrevo meu fim. As últimas horas de alguém, de um qualquer, que não sabe nem o que aconteceu. Os últimos suspiros de um ser humano.
A brisa suave passava por mim como se eu fosse uma estátua em meio ao imenso e vasto campo. A paisagem verde reluzia com a luz do sol. O céu estava claro, com um azul tão lindo que dava gosto de ficar olhando as nuvens passarem. Comecei a caminhar apreciando tudo.
Foi então que, como num filme de terror em que o monstro ataca a presa após um instigante silêncio, fui sugado para debaixo da terra. Um enorme buraco havia se aberto e eu caí nele. Não sei de onde surgiu, não sei como surgiu, não sei quem foi o responsável, se foi alguém ou a própria natureza, não sei de nada, simplesmente não sei, só sei que eu caí.
Tudo estava em câmera lenta. O tempo havia praticamente parado enquanto eu via um círculo azul na minha frente. E cada vez que eu caía, esse círculo diminuía. Mas como tudo tem um fim, eis que cheguei no fundo. Senti algo gélido nas minhas costas. O impacto parecia perfurar meu corpo enquanto eu olhava para o pequeno buraco azul. Sem conseguir me mexer, tentei encostar em meu peito e senti uma espetada. Para meu azar, meu corpo estava mesmo perfurado.
Enquanto eu olhava para o pequenino buraco azul, meus olhos se fechavam. Era um milagre eu ainda estar vivo. Caí nesse poço profundo e os espinhos perfuraram o órgão que pulsava, ou, em outras palavras, mexeram no meu coração. É irônico como tudo isso aconteceu der repente. Mas o fato mais misterioso, e ao mesmo tempo o mais deprimente, ou não, dependendo do gosto de quem estiver lendo, é que tudo isso foi armado. Não falo do fato de eu estar morrendo, e sim da história em si.
Outra coisa misteriosa é o fato de que a cada parágrafo dessa história, uma linha a mais vai sendo acrescentada, já começando pelo título. Ainda no título, é de extrema importância saber que tudo isso foi feito apenas para um grande, idiota, tosco e desnecessário trocadilho usando elementos que combinassem com a palavra 'profundo' e a frase "mexeram com o coração", enganando assim quem ler, através de um aproveitamento de duplo sentido. No fim, o que resta são minhas últimas horas, gastas para escrever um infame trocadilho. Pelo menos rendeu uma boa história, acho."
Quero deixar uma observação nas minhas palavras finais: Eu não morri de verdade hein, é apenas uma história. E sobre o fato de cada parágrafo ter uma linha a mais, foi contada com base no layout do Face e no espaço disponível para escrever aqui. Claro, além de tamanho de letra, fonte, etc, coisas que não precisam ser explicadas até porque dá pra entender muito bem só falando o que já falei. Nem sei ao certo o motivo de continuar escrevendo. Mentira, eu sei. O que me mais fascina é a loucura, o perigo de escrever muito e selecionar e copiar o texto apenas em algumas poucas ocasiões. Obviamente estou escrevendo para continuar a regra que fiz para os parágrafos. Enfim.
Enquanto meus olhos fechavam, o pequeno buraco azul sumia. O sangue saía de meu corpo, completamente em buracos. Eu saiba que iria para um lugar melhor, assim esperava. Sei que havia erros em meus pensamentos, mas isso não importava mais. Eu estava morrendo. Meu corpo já não era mais o mesmo, estava deformado. Quem diria que eu morreria dentro de um buraco com espinhos encravados por meu corpo? Difícil até de imaginar, na minha mente impossível até de acontecer. Mas a vida prega suas peças, ou a morte, que acho que seria mais conveniente nesse caso. Foi quando tudo se tornou escuro. Meus pensamentos sumiram, e tudo o que sobrou foram minhas palavras transcritas. Mas... espera, eu não morri, ou morri? Se morri, quem está escrevendo isso?"

LC

Sobre Mim

Minha foto
Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brazil
Em 2008 criei um blog por experiência. Queria saber como era um blog. Inicialmente era apenas para reunir o que eu achava de legal pela internet. Dois anos depois, em 2010, criei meu blog com críticas de filmes, já que, embora eu não seja experiente nesse ramo, gosto de ver filmes, de entendê-los e tal. Em 2014 vieram as mudanças. O blog que reunia o melhor da internet virou um blog de matérias e histórias que eu mesmo escrevo. O blog que continha críticas de filmes, séries, curtas, shows, etc, agora são apenas filmes e séries devido a enorme demanda de conteúdo. Os modos de escrita também estão mudando para melhor. Fiquem ligados para novidades.